Menu

Celebrar o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos

Ao longo da pandemia da COVID-19, os sistemas de saúde estiveram sob tremenda pressão, alocando os seus recursos ao combate à emergência pandémica, com prejuízo de outros cuidados essenciais. Nesse contexto, a doença grave, o final da vida e o luto foram, muitas vezes, experiências cruas de isolamento e solidão. Num mundo desigual, muitos sentem ainda os impactos da pandemia e das doenças adiadas, aumentados por novas emergências – conflitos armados, pobreza extrema, crise climática, migrações forçadas, insegurança alimentar e sanitária.

Sob o lema “Curar Corações e Comunidades”, este ano o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos visa chamar a atenção para a importância dos CP como um Direito Humano, mas também como uma dimensão fundamental das políticas de saúde pública, defendendo a sua proximidade das pessoas e das comunidades e o acesso equitativo por todos os que deles necessitem.

DIA ABERTO – Programa

14h00 – Boas Vindas, apresentação e justificação de temas

14h20 – Intervenções

Que CP em contexto de pandemia e no pós-pandemia? – Ana Paula Nunes

CP num Portugal envelhecido, mais doente e desigual – Sandra Alves

Os CP saem do Hospital: Comunidades Compassivas – Maria João Santos

As muitas faces dos CP: um Atlas para o Ativista – Cíntia Águas, CNECV

18h00 – Encerramento

 

Ana Paula Nunes, ESSCVP

Licenciada em Enfermagem. Licenciada em Psicologia Clínica. Mestre em Psicopatologia e Psicologia Clínica, Curso de Estudos Superiores Especializados em Saúde Infantil e Pediatria. Doutorada em Bioética. É Professora Adjunta na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa.

 

Sandra Alves, ESSCVP

Licenciada em Fisioterapia pela Escola Superior de Saúde do Alcoitão. Estudos pós-graduados em Bioética. É Professora na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa de Lisboa, e Presidente da Comissão de Ética da ESSCVP Lisboa.

 

Maria João Santos, SCML

 Licenciada em Enfermagem. Estudos Pós-Graduados em Bioética, Cuidados Paliativos e Paliativos Pediátricos e Abordagem integrativa em processos de Luto. É Diretora Técnico-Pedagógica do Núcleo de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e Professora convidada da Faculdade de Ciências Médicas, UC Bioética no mestrado de Microbiologia Médica. Professora na Universidade Sénior de Barcarena.

 

Cíntia Águas, CNECV

Licenciada em Direito. É Secretária Executiva do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida. É Vice-Presidente da Comissão de Ética da Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa – Lisboa, Vogal do Centro de Estudos de Bioética e Membro do Grupo de Reflexão Ética da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.